Skip to the content

Todos Nascemos Pesquisadores

Nos últimos 15 meses venho vivendo a experiência mais desafiadora e recompensadora de todas, a paternidade. E o que isso tem a ver com um texto escrito para um blog de uma Instituição de Ensino Superior? Bem, ter a oportunidade de acompanhar de perto o desenvolvimento de um menino super saudável (graças à Deus), ativo e arteiro (a mãe pediu que viesse um “levado”), me fez lembrar da minha infância e de como eu era curioso e explorador. Naturalmente, passei a conviver com mais crianças e a observá-las.

Essas lembranças e observações cotidianas me fizeram perceber que todos nascemos pesquisadores. Quando crianças, temos uma curiosidade infinita, somos exploradores, tentamos coisas diferentes e, mesmo quando estas não dão certo, tentamos de novo, de outras maneiras. Crianças são criativas, querem ver, sentir e tocar tudo. Crianças se encantam com as descobertas e esse encantamento é contagiante. Em suma, parece que, quando crianças, já temos muitos dos predicados necessários para nos tornarmos pesquisadores, só falta a metodologia científica e conhecimentos específicos. Essa habilidade é algo inato. Algo que deveríamos tentar, de todo modo, preservar.

Pensando em um ambiente acadêmico e corporativo, como o da Universidade Estácio de Sá, o quanto valem a criatividade, a curiosidade, a vontade de descobrir, aprender, buscar novas formas de fazer as coisas? Certamente valem muito! Posso falar com mais propriedade da Faculdade de Odontologia e do Programa de Pós-graduação em Odontologia onde tenho o privilégio de trabalhar com colegas brilhantes, mas tenho certeza que em todo o grupo Estácio, temos equipes formadas por profissionais que possuem, além da formação técnica/acadêmica necessária para realização de suas funções, essas características que possibilitam a busca constante por inovação, crescimento e desenvolvimento. Iniciativas como as da EDUCARE simbolizam bem isso.

No fim, ganhamos todos. A Instituição, os colaboradores e os alunos. Que nos tornemos profissionais cada vez mais experientes, porém sem perder o ímpeto e a eterna curiosidade que nos move desde crianças.

Sobre o Autor

Fabio Vidal

Graduado em Odontologia (Universidade Federal do Rio de Janeiro: 1997-2001). Especialista em Periodontia (Instituto de Odontologia da PUC-RJ: 2002-2003). Mestre em Periodontia (Universidade do Estado do Rio de Janeiro: 2004-2006). Doutor em Periodontia (Universidade do Estado do Rio de Janeiro: 2007-2011). Pós-graduado em Implantodontia (ABORJ - 2001). Professor de Periodontia da Universidade Estácio de Sá (2006- ). Professor do Programa de Pós-graduação em Odontologia (Cursos de Mestrado e Doutorado) da Universidade Estácio de Sá. Professor do Curso de Especialização em Periodontia da Associação Brasileira de Odontologia (ABO-RJ). Professor do Instituto Brasileiro de Pesquisa Odontológica (Cursos de Atualização em Implantodontia e Cirurgia avançada em Implantodontia). Membro do International Team for Implantology (ITI). Exerce atividade em clínica privada situada na Barra da Tijuca (exclusivamente nas especialidades de Periodontia e Implantodontia).

 

fabiovidalmarques@hotmail.com

Outro Strip

Mauris ante augue, fringilla non accumsan at, imperdiet vel ipsum. Nunc hendrerit, felis nec hendrerit varius, lacus leo euismod mi, a pulvinar sapien libero.