Skip to the content

Que tal ter como meta a sua saúde? Saiba como manter uma rotina mais saudável por meio da alimentação

No dia 31 de março é comemorado, em todo o país, o Dia da Saúde e da Nutrição. Mas um assunto dessa importância não se restringe apenas a uma data. Cuidar da saúde e da nutrição é – ou, pelo menos, deveria ser – uma meta diária.

 

Com a correria do dia a dia, sabemos que manter uma nutrição adequada é um desafio e tanto. A falta de tempo é, na maioria das vezes, a principal justificativa para quem se alimenta mal.

 

Mas já ouviu falar naquele ditado “Você é o que você come”? Pois é. Somos cada vez mais reflexo de nossas escolhas e hábitos nutricionais, que impactam diretamente nos processos químicos do nosso organismo e em uma vida mais saudável ou não.

 

Entenda a diferença: Alimentação x Nutrição

 

Para buscar uma nutrição adequada, é importante entender que alimentação e nutrição não são a mesma coisa, embora caminhem, sim, lado a lado.

 

A alimentação consiste em um ato voluntário e consciente, que depende apenas da vontade do indivíduo em escolher um alimento para consumo, com base em seus gostos e prioridades. A partir disso, a pessoa determina a quantidade, o tipo de alimento, a forma como ele será preparado e o horário em que será consumido, por exemplo.

 

Já a nutrição está relacionada a um ato involuntário, depois que o alimento é ingerido. Ou seja, quando nosso organismo entra em ação recebendo os nutrientes e os utiliza para desempenhar suas funções normalmente. É por esse motivo que estar bem alimentado não é sinônimo de estar bem nutrido.

 

De nada adianta comer em grandes quantidades, mas consumir refeições pobres em nutrientes, que podem trazer, em longo prazo, efeitos negativos ao funcionamento do corpo. Contudo, a partir do momento em que você passa a ter mais cuidado com sua alimentação, estará contribuindo para uma nutrição adequada.

 

E como é possível ter uma nutrição adequada no dia a dia?

 

Agora que você já sabe a diferença entre alimentação e nutrição, talvez essa seja a pergunta de um milhão de dólares: como ter uma nutrição adequada no dia a dia?

 

Hábitos ruins, como o consumo de alimentos industrializados e processados, estão sempre batendo à nossa porta, principalmente durante a rotina de trabalho, devido ao conforto e praticidade que trazem. Ainda assim, é importante pensar em alimentar-se de maneira saudável e em como adaptar esse conceito ao seu ritmo de vida acelerado.

 

A preparação de marmita é, sem dúvidas, a opção mais saudável para quem passa o dia fora de casa. A dica é equilibrar o maior número de nutrientes possíveis, como carboidratos que prolonguem a sensação de saciedade (arroz e massas integrais), fontes de fibras, como grãos integrais (linhaça e quinoa), proteínas de carnes magras (aves, peixes e alguns cortes de carne vermelha) e grãos (como feijão e lentilha), além de aproveitar a gordura boa, presente em óleos e azeites.

 

Se levar comida de casa não é viável, também dá para se alimentar de maneira saudável em restaurantes. Nesse caso, é importante avaliar as opções disponíveis e pensar na quantidade de comida antes de montar o prato. Saladas, arroz integral, feijão e grelhados são uma boa pedida.

 

Ao longo do dia, as frutas oleaginosas, como castanhas e nozes, podem ser ótimas opções de lanche. Barras de cereais de baixo valor calórico e biscoitos integrais também podem caracterizar uma boa prática nutricional.

 

Atenção também com os horários das refeições e a ingestão de líquidos ao longo do dia. É normal emendar uma atividade atrás da outra e esquecer esses dois itens fundamentais para uma nutrição adequada.

 

Use a tecnologia a seu favor

 

Se o mundo anda tão corrido e todos estão cada vez mais conectados a celulares, por que não utilizar a tecnologia em busca de uma nutrição melhor? Os aplicativos fazem parte da nossa realidade e há inúmeras opções para quem deseja ter maior controle sobre o que ingere, horários e quantidades.

 

Por meio da tecnologia, é possível fazer registros diários de cada refeição, criando uma espécie de diário alimentar, além de receber notificações de tempo em tempo sobre a hora para beber água, controle de calorias ingeridas, dicas de alimentação, entre outras funcionalidades.

 

Veja alguns exemplos de aplicativos que lhe ajudarão a cuidar da sua nutrição:

 

Dieta Tecnonutri: com base em informações como idade, sexo, altura, peso e objetivo nutricional, o app calcula a quantidade de calorias a ser ingerida para melhorar sua alimentação. É possível acompanhar a dieta por meio de um diário de alimentos e analisar sua nutrição por meio do controle da ingestão de carboidratos, fibras, proteínas, líquidos e gorduras.

 

Beber Água: o aplicativo calcula a quantidade de água a ser ingerida de acordo com o peso. A partir de informações como o horário em que a pessoa acorda e dorme, o aplicativo ajusta de quanto em quanto tempo você receberá notificações para beber água ao longo do dia, além de oferecer um histórico de consumo durante os últimos meses.

 

Desrotulando: o app funciona traduzindo informações dos rótulos dos alimentos por meio do código de barras do produto, indicando os produtos mais saudáveis de acordo com seus objetivos alimentares.

Sobre o Autor

Viver Bem

Viver Bem é o programa de qualidade de vida da Estácio.