Skip to the content

Conheça séries da Netflix que têm muito a ensinar sobre liderança

Tramas revelam personagens com características ideais para alcançar autoridade

Não é de hoje que o hábito de ver televisão foi transformado e, graças a essa mudança, é difícil encontrar alguém que não acompanhe pelo menos uma série, principalmente na Netflix. Porém, mais do que entretenimento, algumas narrativas têm muito a ensinar sobre liderança com seus idolatrados personagens.

 

Mas o que faz um bom líder?

 

Antes de elencar as figuras que demonstram habilidades com equipes, é preciso entender um pouco mais sobre quais características formam um líder. Será que você as reconhece no seu personagem favorito?

 

Segundo o IBC Coaching, entre muitos traços positivos de comportamento, o líder tem empatia, sabe distribuir tarefas, é confiante, além de ter iniciativa e capacidade de motivar pessoas.

 

Já o Guia Essencial para Liderança de Equipes, da Endeavor Brasil,  define o líder como          “aquele que inspira e desafia seu time a fazer cada vez mais com menos, mais rápido e melhor, por meio do exemplo, da convicção e do caráter”.

 

Para a organização, o líder atua de forma que todos saibam porque está fazendo algo. Além disso, o profissional veste a camisa e mostra muito brilho no olho, antes de cobrar que os outros façam o mesmo.

 

A liderança em Grey’s Anatomy

 

É importante lembrar que não apenas as pessoas em posições de grande comando nas empresas são líderes. Prova disso é a personagem Miranda Bailey (Chandra Wilson), em Grey’s Anatomy. A médica já desempenhava um papel de liderança desde o início da série, muito antes de ser Chefe da Cirurgia do Seattle Grace.

 

Apesar de rígida, Bailey é um perfeito exemplo da garra, dedicação e otimismo que o líder precisa ter em relação à causa que faz parte, ensinando por meio do exemplo. Esse comportamento encorajador sempre fez os novatos correrem para os seus braços quando tudo esmorecia, o que ajudou a contornar situações prejudiciais ao hospital inteiro.

 

Outro bônus de Miranda Bailey é a visão dos pontos fortes e fracos dos profissionais. Ao observar com atenção a personalidade, o estado de espírito e nível de aprendizado dos residentes, ela sabia delegar. Assim, depositava confiança na hora certa e alcançava êxito nos procedimentos.

 

Rick Grimes, o líder de The Walking Dead

 

Na série “The Walking Dead”, um grupo liderado pelo xerife Rick Grimes (Andrew Lincoln) tenta sobreviver após o domínio do mundo por zumbis. As estratégias traçadas pelo policial para atacar os mortos-vivos é similar às decisões que profissionais precisam tomar diante da concorrência.

 

Não são raras as cenas em que Rick tem uma ideia de ataque e, ao passá-la para a equipe, consegue motivá-los, mostrando que todos estão unidos em prol de um objetivo: sobreviver. Qualquer semelhança com o mercado não é mera coincidência! Saber estimular o conceito do bem comum é essencial para quem deseja desenvolver seu lado líder.

 

E outra: apesar do clima apocalíptico, Rick demonstra cuidado com a equipe, entendendo o lado humano de cada um e reconhecendo a importância de todos. Sem dúvidas, o xerife é o que mais demonstra empatia durante toda a série. Invista nessa habilidade!

 

House of Cards tem líder observador

 

Administrar o capital humano também é uma tática de liderança em House of Cards, que mostra a saga do congressista Frank Underwood (Kevin Spacey) para alcançar seus objetivos.

 

Frank se interessa pelos detalhes pessoais daqueles que o cercam, os quais enxerga como informações valiosas e, a partir desse conhecimento, sabe com quem pode contar no momento certo.

 

Essa capacidade de observação e análise é bem-vinda a um líder, que deve estar atento às informações que passeiam entre as pessoas e ambientes, o que é essencial para o networking.

 

La Casa de Papel, o professor da liderança

 

Quem assistiu “La Casa de Papel” sabe: o professor, literalmente, roubou a cena. Na série, Sérgio Marquina (Álvaro Morte) comanda um grupo de ladrões em um assalto à imponente Casa da Moeda da Espanha.

 

E, para que tivesse êxito, precisou de um bom planejamento. O bom líder se dedica a planejar, levando em conta todos os riscos e, assim, ganha a confiança dos demais. Na série, isso fica claro quando Tóquio (Úrsula Corberó) é presa e não entrega o plano, sabendo que o professor terá uma saída.

 

Outra líder nata da série é Nairóbi (Alba Flores). Lembra do brilho nos olhos? O entusiasmo da personagem é contagiante, já que ela consegue fazer com que os reféns trabalhem de forma eficiente mesmo em uma situação difícil.

 

Suits: um líder confiante sabe negociar

 

Para passar confiança, entretanto, o líder precisa confiar em si mesmo. Exemplo disso é Harvey Specter (Gabriel Macht), da série Suits, trama que retrata o dia a dia de profissionais em um escritório de advocacia.

 

Harvey é um dos mais renomados advogados de Nova York e, apesar de seus erros, é seguro do seu potencial o tempo todo. Esse aspecto contagia aqueles que o cercam, como Mike Ross (Patrick J. Adams), um talento contratado por Harvey mesmo sem ter a graduação em Direito.

 

Trapaças à parte, outra característica importante do advogado é a capacidade de negociação. Isso faz com que casos sejam encerrados sem que precisem chegar aos tribunais, o que contribui para a fama e lucratividade da corporação. Um bom líder está sempre disposto a negociar, pois seu foco é buscar a solução.

 

How to get away with murder: liderança e obstáculos

 

Já a série How to get away with murder (Como defender um assassino) traz Viola Davis como Annalise Keating, uma professora de Direito Penal que repassa aos seus alunos ensinamentos e casos de forma motivadora, apesar da rigidez.

 

Um dos pontos interessantes da série é a forma como Annalise consegue contornar a situação quando algo foge do esperado. Saber lidar com obstáculos sem ceder emocionalmente a qualquer pressão é um bom requisito a ser desenvolvido por um líder, já que surpresas fazem parte de qualquer carreira.

 

Viu como as séries podem te ensinar? Essas e outras tramas mostram como é preciso se entregar para comandar e quais pontos precisam ser desenvolvidos sempre. Quando ligar a TV (o tablet, o celular, o notebook) fique atento às dicas dos personagens, pois podem ser boas referências para você se tornar um líder de sucesso, independente do cenário.